Cirurgia Bariátrica

Já está mais do que provado cientificamente que a cirurgia bariátrica é o método mais eficiente para o tratamento dos pacientes com obesidade grave que não conseguiram emagrecer com o acompanhamento clínico. Mas, ao contrário do que alguns pensam, não é um caminho fácil e envolve várias etapas. A primeira delas é agendar uma consulta com um cirurgião bariátrico para checar os critérios de indicação e tirar todas as dúvidas.

Se a cirurgia estiver indicada, é realizado o encaminhamento para o preparo pré-operatório que deve ser minucioso para controlar as doenças existentes e efetivamente deixar o paciente pronto para uma mudança drástica de vidaA cirurgia em si já está bem estabelecida e hoje tem um índice baixo de complicações, mas se trata de uma cirurgia de porte médio para grande, que envolve uma anestesia geral e deve ser respeitada. 

O primeiro mês de pós-operatório é bem delicado, especialmente na progressão de consistências da dieta. Depois disso vem a perda de peso, melhora das doenças prévias e melhora da qualidade de vida. De fato, o resultado sempre vem! Mas essas metas normalmente são batidas e mantidas por aqueles pacientes que ficam mais próximos da equipe multidisciplinar, por isso, o acompanhamento pós-operatório é fundamental e deve ser vitalício.

 

‘’Arrependimento? Só de não ter feito antes!“ – provavelmente é uma das frases que mais escutamos.

Siga nossas redes sociais para saber mais sobre a Cirurgia Bariátrica

Pacientes indicados e contraindicados para a cirurgia bariátrica

O critério básico de indicação da cirurgia bariátrica inclui um índice de massa corporal acima (IMC) de 35 com doenças associadas ou maior de 40 independente das doenças. Além disso, esse paciente deve ter no mínimo 5 anos de obesidade e também deve ter tentado emagrecer com medidas clinicas por no mínimo 2 anos.

Para a realização da cirurgia é necessária uma minuciosa avaliação por diversos profissionais como Endocrinologista, Cardiologista, Nutricionista e Psicólogo para verificar se o paciente está apto e preparado para a mudança de hábito no pós cirúrgico.

A avaliação do endocrinologista é obrigatória para liberação de qualquer cirurgia bariátrica. Esse profissional tem a função de controlar doenças prévias que esse paciente tenha, diagnosticar e tratar doenças ou deficiências encontradas nos exames e também verificar a indicação da cirurgia.

O que muita gente esquece é que esse paciente não pode ter nenhuma contraindicação para a cirurgia. Veja alguns exemplos que a Dra. Ana Cláudia Thá Nassif dá de contraindicações nesse vídeo:

Pedra Vesícula – Qual é o tratamento?

A formação de cálculos na vesícula biliar é um problema frequente. Entenda qual a função da vesícula, o que pode ocasionar as pedras na vesícula, quais as complicações, qual o tratamento e como funciona a cirurgia para a retirada da vesícula.

Read More »

Efeitos colaterais do Omeprazol quando usado por muitos anos

O omeprazol, pantoprazol, esomeprazol e dexlanzoprol pertencem a família dos inibidores de bomba de prótons. O mecanismo de ação deles envolvem uma ligação com as células parietais do estômago de forma irreversível, impedindo de forma permanente a produção de ácido até que essas células morram e seja trocadas.

Read More »

Dados sobre a Obesidade

Dados do IBGE sobre a obesidade e sobrepeso no Brasil. 1 em cada 4 cidadãos são obesos e mais de 60% da população está acima do peso.

Read More »

Omeprazol faz mal?

Recentemente, muito se tem falado sobre as consequências e efeitos colaterais do uso contínuo e prolongado dos IBP´s (Inibidores da Bomba de Prótons). Estes medicamentos,

Read More »