centro cirurgico

O que é a hérnia inguinal?

Próximo a virilha, em cada lado do osso da pube, se localiza a região inguinal. Ela é por natureza um local de fraqueza muscular, por onde passa conteúdos de dentro do abdome para os testículos no homem e para o útero e ovários na mulher. Isso faz com que ocorram com frequência defeitos nessa musculatura formando as chamadas hérnias inguinais.

Quais são os riscos da hérnia inguinal?

Um dos riscos dessas hérnias é a passagem de gordura ou alguma alça intestinal por dentro desse defeito e que esse conteúdo fique preso lá, irredutível (hérnia encarcerada). Se isso acontecer por mais do que algumas horas esse conteúdo começa a sofrer e necrosar (hérnia estrangulada), e pode até perfurar. Para evitar esses tipos de complicações, o tratamento das hérnias inguinais é cirúrgico.

Como é a cirurgia de hérnia inguinal?

A cirurgia da hérnia inguinal era classicamente feita através da técnica aberta. Se trata de um corte no local de aproximadamente 6 ou 7 cm em que se coloca o conteúdo da hérnia para dentro do abdome e é fixada uma tela pela frente do musculo para evitar que ela volte a se formar.

Qual a vantagem da cirurgia videolaparoscópica para correção da hérnia?

Mais recentemente surgiu a possibilidade de se realizar a essa cirurgia por videolaparoscopia. Através de um corte próximo ao umbigo se introduz uma câmera de vídeo e com o auxilio de outros 2 pequenos cortes, o cirurgião consegue colocar uma tela entre o defeito e o músculo (por trás dele). Entenda um pouco mais sobre as vantagens da hernioplasia inguinal videolaparoscópica nesse vídeo do Dr. Lucas Thá Nassif: ‘’Vantagens da cirurgia de hérnia inguinal por vídeo’’.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *